A Geração, segmento que une pequenos, médios e grandes geradores privados e concessionárias de geração que constroem, operam e mantêm usinas no Brasil, é responsável por produzir energia elétrica e transferi-la aos sistemas de transmissão, sendo bastante pulverizado, segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL 2014), com 3.152 empreendimentos geradores.

A maioria desses empreendimentos, 1.570, são usinas termelétricas de médio porte, movidas a gás natural, biomassa, óleo diesel, óleo combustível e carvão mineral. Apesar disso, praticamente 70% da capacidade instalada no país e 74% da energia gerada são de origem hidrelétrica e limpa, contando com 199 empreendimentos de grande porte, 418 Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e 385 micro usinas hidrelétricos.

Por fim, a massa de empreendimentos geradores ainda conta, em uma escala pequena, com fontes de geração de biomassa, eólica e solar.

Para atender este segmento através de Projetos de Inovação, o CGTI mantém uma equipe de especialistas em Pesquisa e Desenvolvimento com 30 anos de experiência inseridos em atividades de manutenção, operação e planejamento de Empresas Geradoras.

Tais atividades envolvem sistemas de comandos, controles, medição, proteção, linhas, subestações elevadoras, centros de serviços auxiliares em contínua e alternada, unidades geradoras e equipamentos elétricos inerentes.

Com foco na gestão de ativos, otimização do fator de utilização, maior disponibilidade, confiabilidade e vida útil dos equipamentos, as equipes de especialistas e pesquisadores buscam constantemente novos conhecimentos e tecnologias para a inovação e melhoria do sistema, como por exemplo, estudos para diagnóstico em tempo real, com os equipamentos em funcionamento.

A prática e o conhecimento acumulado durante os vários anos de trabalho possibilitam ao CGTI visão e profundo conhecimento sobre os principais problemas e dificuldades encontrados nas Geradoras do Setor Elétrico, apresentando grande discernimento para identificar situações que necessitem de ajustes ou correções, propondo soluções que sejam viáveis e aplicáveis a realidade da empresa.

A atualização e inovação de processos e procedimentos de manutenção, operação, conservação, metodologias de execução, contratação de serviços, estudos ambientais, aplicação de novas tecnologias e medição e avaliação de parâmetros de controle, são ferramentas essenciais as Geradoras para serem utilizadas com frequência na busca de produtividade e competitividade.

O CGTI conta ainda com infraestrutura laboratorial própria, além da parceria de Universidades e fabricantes de equipamentos com extensa gama de laboratórios parceiros, para realização de ensaios, visando à futura certificação, desenvolvimento e adequação de produtos e serviços inovadores.

A equipe responsável pelos projetos para Concessionárias e prestadores de serviços do setor de Geração de energia elétrica é capitaneada pelo Pesquisador Germano Lambert Torres.

Germano Lambert-Torres: Engenheiro Eletricista, formado pela Escola Federal de Engenharia de Itajubá (EFEI), em 1982. Mestre em Engenharia Elétrica pela EFEI, em 1986. Doutor (Ph.D.) em Engenharia Elétrica pela École Polytechnique de Montreal, Canadá, em 1990. Bacharel em Ciências Econômicas pela Faculdade de Ciências Econômicas do Sul de Minas, em 1981. Licenciatura Plena em Matemática pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Itajubá, em 1981. Professor do Curso de Especialização em Sistemas Elétricos (CESE – ELETROBRÁS), 1990-2001. Instrutor e Consultor da FUPAI, desde 1983.

Consultor e Instrutor de diversas concessionárias de energia elétrica, no Brasil e no exterior, com mais de 150 projetos de P&D desenvolvidos. Membro de diversas comissões governamentais, agências regulatórias e agências de fomento no Brasil. Diversos cursos ministrados nas áreas de sistemas elétricos de potência, métodos numéricos e inteligência artificial para companhias de eletricidade e indústrias brasileiras. Professor-Visitante da University of Waterloo Canadá(1995-1996). Ministrou cursos em nível de Pós-Graduação na École Polytechnique de Montréal e na Concordia University, no Canadá. Diversas palestras proferidas em Congressos e Universidades no Brasil, Estados Unidos, Canadá, Europa e Ásia. Revisor e Presidente de Sessão em mais de 150 congressos nacionais e internacionais. Pró-Diretor de Pesquisa e Pós-Graduação da UNIFEI, 2000-2004. Professor-Tutor do Programa Especial de Treinamento (PET/IEE/EFEI-CAPES), 1992-2005. Membro do Comitê de Assessoramento de Engenharias Elétrica e Biomédica e Microeletrônica (CA-EE) do CNPq, 2004-2007. Membro do ISAP International Board, sendo reeleito por seus pares desde 2001. Presidente do The International Conference on Intelligent System Application to Power Systems (ISAP), 1999 e 2009 (e Vice-Presidente, em 2001).

Recebeu diversos prêmios, tais como Technical Committee Working Group Recognition Award on New Technologies and Practical Applications do IEEE Power and Energy Society (PES) (2006), Outstanding Leadership as Member of the ISAP Board of Directors do International Council of ISAP (2007) e Technical Committee Working Group Recognition Award on Multi-Agent Systems do IEEE-PES (2008). Orientou mais de 70 teses de doutorado e dissertações de mestrado, além de mais de 60 monografias de cursos de especialização e mais de 90 trabalhos de conclusão de curso e iniciação científica. Publicou mais de 500 artigos técnicos em revistas e conferências nacionais e internacionais. Também é autor, coautor ou organizador de 9 livros e mais de 30 capítulos de livros. É Fellow do IEEE por sua contribuição na área de Sistemas Inteligentes aplicados aos problemas dos Sistemas Elétricos de Potência. Professor Titular da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), 1983-2012.